Governo norte-americano vai utilizar o Unreal Engine 3

A editora Epic Games comprometeu-se a licenciar a sua tecnologia Unreal Engine 3 aos vários departamentos e agências do governo norte-americano, incluindo o FBI. A Epic Games celebrou este acordo com o governo dos Estados Unidos através da divisão Virtual Heroes, parte da Applied Research Associates.

A Virtual Heroes irá distribuir o UE3 dentro das várias agências, e irá apoiar os programadores governamentais com a criação da Unreal Government Network. A Virtual Heroes vai apoiar a implantação do Unreal Engine através do browser em redes seguras do governo, assim como apoiar o UE3 em plataformas como o iOS, Android, Flash, consolas de jogos, PC e Mac.

A Virtual Heroes produz “jogos sérios” e foi a responsável pela ferramenta de treino e de jogo das forças armadas norte-americanas, America’s Army, que utilizou o Unreal Engine 2 quando foi lançado em 2002. Embora o governo norte-americano tenha já o UE3 para ser utilizado nos jogos para o treino das forças armadas, alguns dos projectos que a Virtual Heroes está a pensar em desenvolver com este motor incluem:

   -Um jogo para a Academia do FBI e uma “aplicação de treino em anestesiologia” para os médicos do exército, em colaboração com a Duke University

   -O programa Sirius financiado pela IARPA que ajuda os participantes a “reconhecer e mitigar” os seus próprios preconceitos

   -Uma plataforma HumanSim para ser utilizada na formação de médicos.

Os Estados Unidos não são a única nação com um governo interessado em investir nos jogos. No final de Dezembro de 2011, o Ministério da Defesa britânico anunciou que estava a actualizar o seu simulador de guerra digital, Battlespace2, de forma a ficar a par de jogos como o Call of Duty.

Share on Myspace
Realtime website traffic tracker, online visitor stats and hit counter