Análise Samsung Galaxy S8+

04 julho 2017
Análise Samsung Galaxy S8+

Olá mais uma vez! Se não ficaram satisfeitos com a análise do Samsung Galaxy S8 e queriam saber como se comportava o seu irmão maior, o Plus, digamos que vos...

Análise Samsung Galaxy S8

25 junho 2017
Análise Samsung Galaxy S8

Boas pessoal! Primeiro que tudo vamos notificar-vos que temos uma nova parceria no nosso website, pois agora podemos contar com a ajuda da Samsung para vos trazer análises de equipamentos...

Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

25 janeiro 2017
Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

Boas pessoal! Certamente que já tinham saudades de uma das nossas longas análises, sendo que hoje vos trazemos um novo smartphone da BQ! O smartphone que vos chega é o...

Blockchain deverá incentivar a eliminação de intermediários no mercado laboral

 

Future First – Michael Page e Foresight Factory preveem tendências para o mercado de trabalho

Espera-se que o impacto do Blockchain na força de trabalho seja profundo, nos próximos anos. A utilização de contratos inteligentes que se executam automaticamente de acordo com um código premeditado serão cada vez mais frequentes, eliminando intermediários. Esta é uma das previsões centrais da análise Future First, que identifica as principais tendências do mercado de trabalho do futuro, realizado através duma parceria entre a Michael Page e os analistas de tendências da plataforma Foresight Factory.

 

O Blockchain irá proporcionar novas formas de ter a certeza das coisas, novas formas de armazenar informação, novas formas de autenticar processos e de o fazer de forma mais segura do que nunca. As principais implicações para o mercado laboral serão:

 

Eliminação de intermediários: Os contratos com base em dados serão baseados em algoritmos em vez de pessoas. Desta forma, os intermediários serão cada vez mais pressionados a mostrar o seu valor e o seu papel poderá tornar-se obsoleto.

 

Transparência integrada: Através duma nova verdade que é tangível e mecanizada, as empresas terão um nível mais elevado de responsabilização. Os futuros colaboradores poderão ver uma empresa como ela realmente é, e a reputação tornar-se-á fundamental na atração de talentos.

 

Reforço da economia de trabalho esporádico: Os contratos irão permitir o pagamento no ato. Desta forma, os trabalhadores independentes só realizam atividades quando existe procura pelos consumidores em vez de se vincularem a um único empregador. Este tipo de trabalho aumentou em 50% nos últimos 10 anos nos EUA, segundo uma investigação de L.Katz e A.Krueger, em 2016 e têm como motivações mais fortes a flexibilidade para trabalhar e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

 

O código é rei: a programação tenderá a ser uma competência cada vez mais valorizada nos serviços apoiados em blockchain e será integrado sem tomada de decisão presencial

 


 

Por fim, surgem novas estruturas corporativas que buscam a uniformidade entre o criador de valor e os beneficiários do mesmo. Usando estruturas de token, as pessoas terão uma capacidade sem precedentes de serem os seus próprios chefes.

 

Espera-se que o impacto do Blockchain na força de trabalho seja profundo, nos próximos anos. A utilização de contratos inteligentes que se executam automaticamente de acordo com um código premeditado serão cada vez mais frequentes, eliminando intermediários. Esta é uma das previsões centrais da análise Future First, que identifica as principais tendências do mercado de trabalho do futuro, realizado através duma parceria entre a Michael Page e os analistas de tendências da plataforma Foresight Factory.

 

O Blockchain irá proporcionar novas formas de ter a certeza das coisas, novas formas de armazenar informação, novas formas de autenticar processos e de o fazer de forma mais segura do que nunca. As principais implicações para o mercado laboral serão:

  • Eliminação de intermediários: Os contratos com base em dados serão baseados em algoritmos em vez de pessoas. Desta forma, os intermediários serão cada vez mais pressionados a mostrar o seu valor e o seu papel poderá tornar-se obsoleto.

  • Transparência integrada: Através duma nova verdade que é tangível e mecanizada, as empresas terão um nível mais elevado de responsabilização. Os futuros colaboradores poderão ver uma empresa como ela realmente é, e a reputação tornar-se-á fundamental na atração de talentos.

  • Reforço da economia de trabalho esporádico: Os contratos irão permitir o pagamento no ato. Desta forma, os trabalhadores independentes só realizam atividades quando existe procura pelos consumidores em vez de se vincularem a um único empregador. Este tipo de trabalho aumentou em 50% nos últimos 10 anos nos EUA, segundo uma investigação de L.Katz e A.Krueger, em 2016 e têm como motivações mais fortes a flexibilidade para trabalhar e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

  • O código é rei: a programação tenderá a ser uma competência cada vez mais valorizada nos serviços apoiados em blockchain e será integrado sem tomada de decisão presencial


Por fim, surgem novas estruturas corporativas que buscam a uniformidade entre o criador de valor e os beneficiários do mesmo. Usando estruturas de token, as pessoas terão uma capacidade sem precedentes de serem os seus próprios chefes.


Share on Myspace
Realtime website traffic tracker, online visitor stats and hit counter