Análise Samsung Galaxy S8+

04 julho 2017
Análise Samsung Galaxy S8+

Olá mais uma vez! Se não ficaram satisfeitos com a análise do Samsung Galaxy S8 e queriam saber como se comportava o seu irmão maior, o Plus, digamos que vos...

Análise Samsung Galaxy S8

25 junho 2017
Análise Samsung Galaxy S8

Boas pessoal! Primeiro que tudo vamos notificar-vos que temos uma nova parceria no nosso website, pois agora podemos contar com a ajuda da Samsung para vos trazer análises de equipamentos...

Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

25 janeiro 2017
Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

Boas pessoal! Certamente que já tinham saudades de uma das nossas longas análises, sendo que hoje vos trazemos um novo smartphone da BQ! O smartphone que vos chega é o...

Estudo Tech Train da Mazars revela a familiaridade, investimento e níveis de implementação da tecnologia a nível global

  • A China e a Índia dominam em todos os setores, a França e o Reino Unido ficam para trás

 

A Mazars publica um relatório que revela o grau de investimento, implementação e familiaridade do C-suite em relação a cinco tecnologias chave no local de trabalho: Inteligência Artificial (IA), Blockchain, Enterprise Resource Planning (ERP), Internet of Things (IoT) e Robotic Process Automation (RPA).

A Mazars, empresa internacional de auditoria e consultoria, anuncia hoje a publicação do seu novo relatório: “Está a perder o comboio tecnológico? Investimento e implementação global no que concerne a tecnologias transformadoras”. Mais de 600 executivos C-suite estabelecidos em seis países (China, França, Alemanha, Índia, Reino Unido e EUA) e a trabalhar em organizações de diferentes indústrias, setores e dimensões partilham a sua perceção sobre estas tecnologias inovadoras, as suas apetências para investimento, as barreiras que existem à implementação da tecnologia – e como as superar.  

CHINA E ÍNDIA LIDERAM, FRANÇA E REINO UNIDO FICAM PARA TRÁS

Familiaridade: Os líderes na China são os mais familiarizados com estas cinco tecnologias chave (79%), seguidos dos da Alemanha (71%), da Índia (69%) e dos EUA (64%). Os de França e os do Reino Unido (53% e 44%, respetivamente) surgem mais atrás nesta avaliação. IA é a tecnologia com a qual a maioria dos inquiridos se sente mais familiarizado.

 

Peça 1: Níveis de familiaridade com as cinco tecnologias – IA, Blockchain, ERP, IoT, RPA – por país

Investimento: Os inquiridos da Índia têm a maior apetência pelo aumento dos orçamentos consagrados a estas cinco tecnologias. Os inquiridos de França e do Reino Unido são os que revelam mais relutância em aumentar os seus orçamentos (ver em baixo).  

 

Peça 2: Percentagem de inquiridos que planeiam um aumento em pelo menos 10% de parte dos orçamentos de TI em todas as cinco tecnologias

 

Implementação: China e a Índia são os países que com maior probabilidade implementaram pelo menos uma destas tecnologias e partilham as taxas mais altas de adoção de todas as cinco tecnologias. França e o Reino Unido são as que menor probabilidade têm de ter implementado qualquer uma das tecnologias.

Desdobramento por setores

Seguros e manufatura lideram os setores nos quais as cinco tecnologias já foram implementadas. Os líderes do setor público são aqueles com menor probabilidade de já terem implementado qualquer uma das cinco – 50% dos inquiridos a trabalhar no setor público respondeu “não está a acontecer nada” relativamente estas cinco tecnologias.

Benefícios e barreiras

Redução de custos (27%), alteração do modelo de negócio (26%) e melhorias na qualidade (24%) são os três principais benefícios esperados destas cinco tecnologias.

A nível global, as barreiras à implementação destas tecnologias mais referidas são: a obtenção dos recursos financeiros necessários (25%), encontrar o talento e competências que consigam aproveitar e explorar totalmente esta tecnologia (23%) e maturidade do mercado (22%) – seja esta a altura certa para uma organização adotar, ou não, a tecnologia.

Guillaume Devaux, Partner, Responsável do Setor de Tecnologia da Mazars, comenta: “As nossas conclusões mostram uma dinâmica forte no que diz respeito a estas cinco tecnologias inovadoras – com a China e a Índia a ocuparem uma posição de liderança. Em geral, os níveis de familiaridade são altos, os líderes percebem o impacto destas tecnologias e têm outros projetos para aumentar o investimento. Mas há áreas preocupantes e alguns setores e países que se comparam mal com os outros.”

Devaux acrescenta, “os líderes que acham que estão a ficar para trás precisam de descobrir qual a tecnologia que vai criar vantagem competitiva significativa na sua organização. Deveriam lembrar-se que uma transformação tecnológica bem-sucedida requer um amplo apoio – da liderança à generalidade da equipa da empresa. Os líderes podem definir a visão – mas têm de trabalhar com os outros para a implementar”.

Share on Myspace
Realtime website traffic tracker, online visitor stats and hit counter