Análise Samsung Galaxy S8+

04 julho 2017
Análise Samsung Galaxy S8+

Olá mais uma vez! Se não ficaram satisfeitos com a análise do Samsung Galaxy S8 e queriam saber como se comportava o seu irmão maior, o Plus, digamos que vos...

Análise Samsung Galaxy S8

25 junho 2017
Análise Samsung Galaxy S8

Boas pessoal! Primeiro que tudo vamos notificar-vos que temos uma nova parceria no nosso website, pois agora podemos contar com a ajuda da Samsung para vos trazer análises de equipamentos...

Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

25 janeiro 2017
Análise BQ Aquaris U Plus 3GB

Boas pessoal! Certamente que já tinham saudades de uma das nossas longas análises, sendo que hoje vos trazemos um novo smartphone da BQ! O smartphone que vos chega é o...

Análise Sharkoon SharkZone M20 e SharkZone P40

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

Boas pessoal, após o unboxing que espero já terem visto (se não o viram, certamente o irão ver), vamos então passar à análise própria do Sharkoon Sharkzone M20 e P40. Mas o que são estes periféricos? Pois bem, o Sharkoon SharkZone M20 é um rato de sensor óptico de 3200 dpi’s, com peso ajustável e botão para mudar dpi’s “on-the-fly”. Já o SharkZone P40 é um tapete de pano de tamanho médio que se pretende tornar uma opção viável aos tapetes de marcas mais conceituadas. O que é que estes dois produtos têm em comum para além da linha? Pois bem, são ambos bastante acessíveis. Já vos agucei o apetite? Então acompanhem-nos.

 

 

Primeiro contacto

A Sharkoon é uma nova empresa para nós neste site, sendo que não tem um tipo único de especialização em termos de produtos, pelo que tem um pouco de tudo. Desde periféricos, hardware, cooling, esta marca tem de tudo um pouco, sendo dirigida para os gamers que valorizam o aspecto, aliado a um preço acessível. Estas ventoinhas são as primeiras tendo em vista uma boa performance, sendo que a marca já tem alguma experiência neste campo. De resto, só falta testar as mesmas para ver o que são capazes.

Especificações

“Sharkoon Sharkzone M20

Features:

Revolutionary third mouse button

Omron switches (left and right mouse buttons)

Total of 9 programmable buttons

Internal memory for user profiles

Optical sensor

Comfortable weight tuning system

LED illuminated

Rubberized surface for maximum grip

Textile sheathed cable

Gold-plated USB plug

Configuration software

 

Specifications:

Max. DPI/CP    3200

Max. acceleration          30 g

Mouse weight max.       100 g (without cable)

Dimensions (L x W x H) 106 x 74 x 39 mm

Sensor  Optical

Connection       USB 2.0 (with gold-plated)

Cable length      180 cm (textile sheathed)

Max. FPS         3200

Max. IPS          68

Number of keys 9

DPI display       LEDs

Mouse feet       2

Illuminating       Yes, configurable via software

Chip     Pixart 3305DK

Lift-off sensitivity          3 mm

Weight tuning system    Yes (5x 4 g

SharkZone P40

Features:

Extremely durable surface material

Optimal gliding properties for maximum precision

Nonslip rubber underside for a perfect hold

Robust and durable DurableStitch sewing

Dimensions:  355 x 255 x 2.5 mm

Weight: 140 g)

 

Especificações retiradas do site da Sharkoon

Unboxing

 

Sharkoon SharkZone M20

Este é o Sharkoon SharkZone M20, um rato gaming com sensor óptico de 3500 dpi’s, e possibilidade de colocar os pesos ao nosso gosto. Aqui podemos ver que a cor principal é o preto, com detalhes a amarelo. 

Com a vista de topo podemos perceber melhor o perfil do rato, sendo que o descreveria como algo parecido a um Logitech G9.

No lado esquerdo podemos ver que temos uma forma ergonómica para o polegar, sendo esta construída num plástico ergonómico, de textura diferente. Temos também quatro botões laterais, dois na parte superior do polegar e outros dois na traseira. O plástico translúcido indica qual dos 4 níveis de DPI estamos a utilizar.

No lado direito temos o repouso do dedo de anelar, que serve também como botão. O botão que diz press serve para abrir o compartimento de pesos.

Ao observar o rato de frente podemos ver a roda de scroll que também é translúcida, assim como o botão de trocar DPI’s. Temos também o cabo amarelo.

Ao observar o rato na parte inferior, podemos ver os dois enormes skates de Teflon, assim como o sensor de 3500 dpi’s. As partes translúcidas são iluminadas ao conectar o M20 ao computador.

Ao retirar a tampa traseira podemos observar o compatimento onde os pesos individuais de 4g.

Este é o cabo, revestido a tecido amarelo que contrasta com o preto. O cabo revestido evita ficar preso.

Aqui a presilha que permite reduzir o comprimento do cabo, a gosto.

A conexão USB é banhada a ouro.

Por fim, estes são os acessórios do rato, o cd de drivers, um par de skates extra e uma bolsa de transporte.

Sharkoon SharkZone P40

Este é o Sharkoon SharkZone P40, um tapete de tecido gaming de 355mm por 255mm, ideal para sensividades medias baixas. Este será um companheiro ideal para o SharkZone M20.

Aqui temos o logo da marca, assim como a etiqueta bordada lateralmente. Para além disso as laterais são bordadas para reforço.

A parte traseira é feita de borracha anti-derrapante.

Um close-up á parte traseira.

Acabada a vista geral aos equipamentos, vamos então passar ao software do rato!

Software

Vamos ver o software que acompanha o SharkZone M20.

Temos três páginas distantas neste software, sendo que a primeira que podemos observar é esta página onde é possível escolher quais as funções que cada botão programável do rato desempenha. Temos também a possibilidade de escolher a Polling Rate a utilizar, assim como os dpi’s. Podemos também observar que temos cinco perfis à nossa disposição.

A página seguinte permite-nos ligar e desligar as luzes do rato, sendo que as podemos colocar a pulsar ao ritmo do nosso gosto.

Por fim a terceira página é a mais técnica, onde podemos colocar os dpi’s ao nosso gosto, ligar ou desligar a aceleração, modificar a velocidade de scroll ou mesmo mudar a velocidade de movimento do ponteiro do Windows (dica, para não terem problemas, deixem sempre esta em 6/11).

Em geral é um software completo, sem grandes capacidades de macro, mas que é suficiente para configurar os diversos parâmetros do rato.

Sistema de teste

O Sharkoon SharkZone M20 e P40 vão ser testados no nosso sistema de testes:

- Intel Core i5 3570k 3.4 GHz @ 4.5 GHz

- Asrock Z77 PRO3

- 16GB GeIL EVO Veloce 1866 MHz @ 2133 MHz

- Samsung 160 GB

- Kingston HyperX 240GB

- Antec HCG 620W

- Antec Kuhler H20 920

- Antec Eleven Hundred

- Windows 8 Profissional x64

Um agradecimento à Noctua, à Antec, à GeIL e à Kingston por fornecerem os componentes que constam da banca de testes.

Para além de avaliarmos a utilização em Windows, experimentamos toda uma variedade de jogos.

Utilização

A iluminação do rato...

Como sempre iremos começar pela ergonomia do rato. Este é um rato pequeno e baixo, sendo assim ideal para claw grip (ainda que utilizadores de fingertip grip o possam utilizar). Isto também devido ao botão de repouso do anelar, que se revela fácil de activar. De resto, o rato é bastante confortável, ao que podemos adicionar o facto de ser possível modificar o seu peso ao nosso gosto. Falando agora dos botões incluídos, o facto de termos quatro botões do lado do polegar certamente irá fazer as delícias dos amantes de macros, sendo que durante a utilização não foi notado qualquer problema em acionar os mesmos sem intenção. O botão dos DPI’s também não apresenta qualquer problema e encontra-se facilmente acessível.

Falando agora da parte técnica deste rato, o seu sensor óptico é um Pixart 3305DK, utilizado também em alguns ratos gaming da marca A4Tech. Falando da sua performance, o max speed antes do tracking começar a falhar é cerca de 3.5 m/s no modo de topo dos seus DPI’s, pelo que há de ser suficiente para todos os jogares, mesmo os de menores sensibilidades. Em termos de prediction, o sensor sofre um pouco, especialmente em movimentos rápidos. Já em aceleração, notamos que o rato sofre um pouco de aceleração positiva, nada de muito importante no entando, sendo possível reduzir a mesma por software. A lift off distance é ideal para todo o tipo de jogadores, sendo média, um compromisso entre aqueles que gostam de ratos com LOD’s baixas e aqueles que gostam com LOD’s mais altas.

Os botões de clique direito e esquerdo são também bastante agradáveis ao toque, pelo que a experiência de utilização do rato é no seu todo positiva.

SharkZone P40

Este tapete de pano é de tamanho médio, com um revestimento na traseira de borracha, o que na teoria o deve manter no lugar, mesmo durante as mais intensas sessões de gaming.

Passando à sua utilização, testei este tapete tanto com o SharkZone M20, como com o Roccat Savu, sendo que não notei nenhum problema com o tracking. Em termos de velocidade talvez o conseguisse descrever como um Steelseries QCK, ou seja, um tapete de pano a tender para o médio de velocidade. O tamanho será o ideal para utilizadores de uma sensibilidade média-alta, visto alguns flicks mais rápidos podem fazer com que os jogadores de sensibilidades baixas fiquem sem tapete. Contudo não foi possível encontrar nenhum inconveniente neste tapete, sendo que a borracha o ajudou a manter no lugar durante toda a sessão de utilização. Se quisermos ser picuinhas, poderia ser argumentado que o facto de ser cozido em volta reduz a área efectiva possível de utilizar ou o facto de o tapete não ser alto, como alguns utilizadores preferem.

Conclusão

Sharkoon SharkZone M20

Positivo

+ Textura agradável

+ Ergonomia

+ Bom Software

Negativo

- Botão de repouso do anelar pode ser acionado sem intenção 

Preço de venda médio: 21,99 € (Preço recomendado)

Performance : 8/10

Preço :8.5/10

Qualidade de Construção : 7.5/10

Geral : 8/10

Sharkoon SharkZone P40

Positivo

+ Deslizar sublime

+ Traseira em borracha adere bem

Negativo

- Preço próximo dos tapetes do costume (Qck)

Preço de venda médio: 9,90 € (Preço retail)

Performance : 8/10

Preço :8/10

Qualidade de Construção : 8.5/10

Geral : 8/10

 

Em suma, ambos os produtos da Sharkoon são aquilo que pretendem ser: uma opção mais barata, para quem não pretende gastar muito com os seus produtos gaming, sendo que pretende uma boa qualidade. Começando pelo SharkZone M20, um dos seus pontos fortes é certamente a ergonomia para quem gosta de ratos a utilizar com claw grip, adicionando o facto de que o sensor não compromete durante os jogos e temos iluminação para melhorar o aspeto do rato. O software também permite a boa configuração do rato. Para adicionar ainda mais ao valor, temos a hipótese de modificar o peso ao nosso gosto. Tudo isto faz deste SharZone M20 um produto recomendado pelo InsideGeeks!

Já o tapete SharkZone P20 faz o que um bom tapete pano deve de fazer: não provoca quaisquer problemas com o sensor do rato a utilizar (possuir uma cor uniforme ajuda com isso), ficando imóvel enquanto jogamos, sendo assim uma excelente opção, sobretudo pelo preço. Devido a isto, o SharkZone P20 é um produto recomendado pelo InsideGeeks!

Agradecemos à Sharkoon pela amostra do produto gentilmente cedida para análise.

Share on Myspace
Realtime website traffic tracker, online visitor stats and hit counter