Análise da Placa Gráfica Radeon HD 6870

Votos de utilizador:  / 3
FracoBom 

HD_6870

Na primeira análise dos InsideGeeks, temos para análise a placa gráfica HD6870 da Sapphire. Apesar de já ter sido lançada à algum tempo (Outubro de 2010) e com a nova serie HD7xxx já nas prateleiras, a HD6870 encontra-se atualmente num price point muito apetecível, visto que esta que aqui temos nos insidegeeks, foi conseguida por apenas 135 €, numa conhecida loja de informática.

 

Assim sendo temos um sério concorrente para o mercado de sub 150€, será que a HD6870 conseguirá tornar-se o best buy neste intervalo de preço? Vamos submetê-la a vários testes e ver o que o antigo “Bart XT” de 40 nm é capaz de produzir.

 

 

Análise Geral

 A Sapphire é conhecida por lançar produtos da AMD com preços muito apetecíveis e este produto que aqui temos, vem acompanhado com o Software próprio da Sapphire, o Sapphire TriXX, um aplicativo que nos permite aplicar overclock, monitorizar a placa gráfica e editar os perfis do cooler da gráfica. Para além disso estão presentes como acessórios dois adaptadores 6x pinos PCI Express para 4 pinos molex, um conversor DVI-VGA, um voucher para o dirt3, um guia de inicialização rápida, um manual e um CD com drivers.

HD_6870

A placa gráfica que analisamos, utiliza o gpu Bart XT à sua frequência de origem, 900 MHz. Está também equipada com 1 GB de memória GDDR5 com interface 256-bit também à frequência da placa gráfica standard, 1050 MHz, que resultam num clock efectivo de 4200 MHz e numa largura de banda de 134.4GB/s. Mais dados técnicos abaixo:

Radeon HD 6870
1120 Shader Units
32 ROP's
GPU Barts XT
1700M Transistors

O cooler que a placa gráfica apresenta é proprietário da Sapphire e diferente do modelo External Exhaust reference da HD6870. Como é possível observar na foto abaixo, apresenta três heatpipes de cobre para ajudar na dissipação do calor. A placa gráfica possui também o mesmo número de conectores de 6-pin que o modelo original ou seja, 2x6-pin PCI Express Power connectors.

HD6870

No I/O panel, podemos encontrar dois conectores DVI, um dual link e um single. Também podemos encontrar uma entrada HDMI e uma entrada display port. A HD6870 permite suportar um máximo de resolução de 2560x1600 num máximo de três monitores.

HD_6870

Sistema de Teste

A HD6870 vai ser testada no seguinte sistema:

- Intel Core 2 Duo E8200 (Overclocked @ 4.00 GHz)

- 4 GB (2x2GB) Corsair DDR3 PC3-10700H

- Asus P5KC (Intel P35)

- LC Power 550W Silent Green

- Samsung 160 GB

- AMD Radeon HD 6870 (1GB)

- Microsoft Windows 7 Ultimate 64-bit

- AMD Catalyst 12.3

 

Overclock e Software

No que toca a software, a Sapphire oferece o jogo Dirt 3, um CD com drivers e o software TrixX.

O software TriXX, encontra-se subdividido em 4 abas, sendo que a primeira fornece informação acerca da placa gráfica.

A segunda aba permite efectuar mudanças quer no core clock, no memory clock ou mesmo alterar a voltagem do núcleo (nos modelos que permitem).

A terceira aba permite utilizar um perfil de ventoinha default (controlado pelos drivers), criado pelo utilizador ou estabelecer uma velocidade fixa.

E por fim a quarta aba permite estabelecer algumas configurações ao gosto do utilizador como por exemplo carregar o programa aquando do início do Windows, sincronizar os clocks das gráficas quando estão numa configuração multi-gpu ou então, por exemplo, desligar o Ultra Low Power state da AMD.

HD_6870

 

Após alguns testes de estabilidade com o OCCT e MSI Kombustor, establecemo-nos com o seguinte overclock.

Verificou-se o aumento da frequência do Core de 900 MHz até 970 Mhz e o incremento da memória dos 1050 Mhz para 1230 Mhz, o que resulta num clock efectivo das mesmas de 4920 MHz. Era possível incrementar mais a frequência do núcleo, no entanto para tal seria necessário aumentar a voltagem e neste capítulo o que interessa é descobrir o máximo possível de overclock sem mexer em voltagens.

OverClock

 

Temperatura

A temperatura máxima, quando stock, é registada utilizada o perfil default de ventoinha dos drivers. Quando sob OC, a temperatura máxima é regida por um perfil criado pelo utilizador de modo a submeter a placa ao menor aquecimento possível. É também interessante referir que quando não se encontra a ser solicitada, esta placa gráfica diminui os seus clocks, o que, consequentemente, diminui o seu consumo. Como contra apenas a indicar que a ventoinha, quando se aproxima do máximo, pode ser um pouco ruidosa.

Teste

 Testes

No que toca a testes, começamos pelos testes já muito conhecidos da Futuremark, os vários 3d Mark. Devido a ainda estarmos no início, não possuímos outras gráficas como termo de comparação, no entanto já dá para ter uma ideia geral do que esta menina é capaz.

Teste

Nesta versão mais antiga, em que o DX9 foi utilizado, a gráfica não beneficiou muito com o overclock, tendo tido poucos ganhos. Ainda assim, num panorama geral, bom resultado. Estas settings são as default do programa.

Teste

 

Neste teste, que utiliza o dx 10, pode-se verificar um bom incremento na pontuação (1400 pontos de graphics score), apenas com o overclock da placa. O cpu utilizado, no entanto, limita um pouco o score geral, pois sendo um dual core, apenas atinge um cpu score de ≈ 8000 marks.

Teste

No mais recente teste da Futuremark, que utiliza a tecnologia Dx11, e que não é tão dependente de cpu como os anteriores, é possível observar que com overclock a gráfica consegue obter mais 400 marks no graphics score e cerca de 250 marks mais, no geral.

Teste

 

Teste

 

Este teste da Unigine, utiliza o DX11 e muitas das suas features, como o tessellation por exemplo. Devido a resolução nativa do monitor na qual a gráfica está a ser testado ser de 1440x900, não é possível testar a mesma em resoluções Full HD, o que seria interessantes para ver como a mesma se comportaria.

Agora, e como para aquilo que a maioria do público compra placas gráficas é jogar, possuímos dados de dois jogos DX 11: Dirt 3 e Battlefield 3. Infelizmente, sofrerão do mesmo problema da resolução máxima ser de 1440x900, mas pode ser que alicie muitos de vós que ainda possuem um monitor desta resolução, devido à rapidez com que a placa corre os mesmos. Então, vamos lançar os dados!

HD_6870

HD_6870

Como dito acima, este teste foi feito utilizado a ferramenta de benchmark incluída no jogo. Os resultados não enganam, sendo que é perfeitamente possível utilizar esta gráfica numa resolução de 1440x900 com tudo no máximo, mesmo sem overclock, com uma fluidez bastante agradável, visto que durante os testes os fps mínimos nunca baixaram dos 50.

HD_6870

HD_6870

Visto que o Battlefield 3 não possui ferramentas de benchmark dedicadas, foi utilizada a sequência inicial da missão “Going Hunting”, visto que é aquela que é possível obter resultados mais consistentes de modo a poder establecer pontos de comparação. Ainda que não corra com tanta fluidez como o Dirt 3, é possível correr o jogo relativamente fluído na resolução de 1440x900 com o preset Ultra. No entanto, devido aos fps mínimos de 37, quem preferir uma experiência de jogo mais estável, obtê-la-á com o preset high, que registou mínimo de 53 fps. É também possível observar que este jogo escala melhor com o uso de overclock.

 

Conclusão

Pontos Positivos:

+ Excelente Performance

+ Preço

+ Software incluído

Pontos Negativos:

- A ventoinha poderia ser um pouco menos ruidosa

- O consumo pode ser um pouco elevado para o segmento

Esta análise marca a primeira (de muitas, espero) review dos InsideGeeks. Nela pudemos observar uma placa que, pelos resultados que obteve, está para dominar o mercado sub 150€, visto que possui performance superior a qualquer placa que aí se encontre.Poderá não possuir o melhor rácio consumo performance, nem fazer um grande overclock, mas para quem procura simplesmente a melhor performance que se pode obter nesta margem de preço, tem aqui a sua placa vencedora.

Conseguiu aguentar tudo o que lhe foi proposto (em DX11), a uma resolução de 1440x900, o que a torna um upgrade ideal para muitos dos utilizadores da “longínqua” era dos Core 2 Duo e Core 2 Quad.

Outrora lançada como mid-range, a HD 6870 continua a dar cartas neste preço mais apelativo, sendo que pode servir como “desculpa” para muita gente adicionar uma segunda placa à sua configuração. Apesar de, como dito acima, não possuir um grande potencial de overclock, a realização do mesmo permite ainda umas boas melhoras nos FPS.

Concluímos então que esta Sapphire HD 6870 se demonstra como um produto recomendado InsideGeeks!

Share on Myspace
Realtime website traffic tracker, online visitor stats and hit counter